O Grupo de leitura Kick off Digital, que participo, tem provocado muito. Já contei sobre ele em um artigo que saiu recentemente “Práticas da Educação Inovadora“.

O segundo livro proposto pelo grupo foi “Sejamos todas feministas” da escritora nigeriana Chimananda Ngozi Adiche. Este que poderia ser um manifesto, apresenta relatos experienciados por Chimanda que envolvem invisibilidade, dúvidas sobre a capacidade, assédio, submissão e a prevalência do patriarcado. São vivencias comuns a todas as mulheres.

Quando finalizei a leitura estava indignada e brava. Era um livro que poderia ter escrito, mas com outras versões, mas sempre encontraríamos pontos em comum.

Este livro é para todos. As mulheres se identificam e aos homens é importante que leiam para refletirem e fazerem um exercício de empatia.

Recomendo assim como o livro, que vocês encontram aqui, o TED que Adiche reflete sobre os problemas de uma história só, que é fantástico. Em que, como brasileira, vivendo em Portugal também encontro muitas partilhas.

E você, já conhece as publicações de Adiche?

Ela também escreve romances e contas em que revela muito da cultura nigeriana e o lugar da mulher nesta sociedade.

Se já leu este livro, conta o que achou.

Por Fernanda Campos